[ editar artigo]

Como NÃO abordar um Investidor Anjo.

Como NÃO abordar um Investidor Anjo.

Desde que me posicionei oficialmente como Investidor Anjo nas redes sociais, ( janeiro 2018 ), passei a receber muitos "cold e-mails" e "cold messages" via LinkedIn e Instagram.

Escolhi uma abordagem real feita aqui no LinkedIn para tirar alguns aprendizados educacionais aos empreendedores de plantão.

Segue mensagem na íntegra e, as partes que destaquei para comentar, logo abaixo:

" Prezada Bruno; (1)
Tenho um projeto (2) voltado às cidades pequenas de todo Brasil... Um clube de negócios (3) com benefícios e vantagens que contemplem seguro de vida, acidente, auxilio funeral, médico por telefone, consultas e exames a custos relativamente baixos, entre outros...Daremos (4) um SmartCard Hibrido (Proximidade e Chip) pois a intenção é fazer com que as cidades no futuro se falem através destes... (5) Entrada em eventos, taxi por aplicativo, gatway, entre outros... (6) APP onde iremos publicar as marcas e empresas que fazem parte do clube, incluindo cartão virtual e pvc caso o usuário venha querer...
Vamos conversar? (7) mesmo que seja por telefone... (8) Potencial de alcance é muito grande... Empresas, convenções evangélicas...Só no local onde resido temos 3 milhoes de potenciais clientes do clube e um cadastro de aproximadamente 450 mil pessoas, e muitos mais...Custo estimado será de R$19,90...é venda certa! (9 ) Busco Investidor Anjo... (10) Telefone XX XXXX-XXXX -  Me chamo XXXXXXXXXX... "

Vamos às observações pedagógicas:

  1. Não cometa erros ortográficos nem de digitação, revise seu texto inúmeras vezes, não assassine a língua portuguesa! Qualquer investidor pararia de ler logo nessa primeira linha.
  2. Projeto: exclua essa palavra do seu dicionário. Investidor anjo não investe em projeto. Investe num modelo de negócios escalável com um time de empreendedores capazes de desenvolver a solução pela qual a startup está propondo resolver. Pode até começar com um power point, mas primeira convença alguns co-founders que a sua solução é boa e teste algumas hipóteses, só depois disso busque investidores anjos.
  3. A melhor maneira de se explicar um produto/serviço ou até mesmo seu modelo de negócio é dizer qual o problema você esta resolvendo, de que forma e para quem ? Quanto mais simples a explicação, melhor.
  4. Se você usou o pronome pessoal no plural é porque tem sócios, ou um time. Deveria falar deles, investidores investem muitas vezes na equipe, e não no produto.
  5. Imagino que estes sejam os parceiros para a aplicabilidade da sua solução. Quebre seu texto em parágrafos, crie listas de tópicos. Faça título e sub-título se necessário. Em mensagens inbox basta dar um shift + enter. Investidores não gostam de ter que ficar interpretando textos. Eles até tem habilidade para isso, mas não tem tempo disponível.
  6. Não use reticências ( ... ) no seu texto. Elas não foram criadas para isso.
  7. Saiba para quem você esta mandando a sua oportunidade de investimento. Conheça os investidores. Conheça a tese deles. Se você soubesse que eu moro no Rio jamais iria propor um encontro presencial ( nesse caso o empreendedor mora no NE ). Tampouco por telefone. Investidores não tem tempo disponível para tomar café com todos os empreendedores. Nesse caso o melhor é você avisar ao investidor se ele gostaria de continuar recebendo updates da startup. E perguntar como ele prefere, se é por email, whatsapp, etc...
  8. Existem níveis de tamanho de mercado. O único que interessa é o SOM ( service obtainable market ) mas não deixe de mencionar o TAM ( total addressable market ). Sempre diga a fonte dos seus números. O melhor quando a fonte é sua, pois mostra que foi você que foi à campo e pesquisou.
  9. Se a venda é tão certa, por que ainda não vendeu?
  10. Investidor Anjo não se busca, se conquista.

Se você curtiu esse artigo, marque e/ou compartilhe com os amigos empreendedores ;)

um abraço,

Bruno M. Pauletti

Governança & Nova Economia
Bruno Miscow Pauletti
Bruno Miscow Pauletti Seguir

empreendedor há 15 anos da economia real e há 7 anos investidor anjo Partner EquityRio , Sócio cotista Confrapar , diretor Gávea Angels, Co-Investidor SmartMoney Ventures, G2 Capital e Redpoint Eventures e grande entusiasta da nova economia.

Ler matéria completa
Indicados para você